Arquivo OFF

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Simplesmente saudade

Sinto saudades daquele tempo que não existia MSN e nem Orkut, daquele tempo que a gente via emails mais como diversão. O que eu sei é que nada substitui as cartas escritas a próprio punho, os abraços intermináveis que falavam muito mais do que milhões de palavras bonitas. Naquele tempo até os telegramas tinham mais sentimentos. A praticidade que a internet trouxe foi muito bom, mas os sentimentos não conseguiram se transcrever totalmente no mundo digital.
Hoje em dia as pessoas só lembram do seu aniversário se estiver no Orkut, ao menos a sua família ainda lembra, mas os telefonemas são poucos, enquanto as mensagens de celular, email e Orkut aumentam durante todo o dia, até dias antes e depois.
Lembro de quando uma amiga da escola foi morar em outra cidade, nós sempre trocávamos cartas contando as novidades, até depois que casei e vim morar no Acre, continuávamos a escrever cartas uma pra outra, e algumas vezes conversávamos pelo telefone, até que os emails e o Orkut se tornaram mais frequentes e o nosso distanciamento ficou maior.
Agora de vez enquanto nós mandamos sckaps e comentamos as fotos no Orkut, não da pra contar muita coisa, é só o básico, no final da mensagem sempre escrevemos Bjs e saudade. Acho que a palavra que mais revela a realidade é quando escrevemos simplesmente SAUDADE.

2 comentários:

Lua disse...

E a Saudade doi..

Daniel Savio disse...

Ai eu não ser o distanciamento seja devido ao meio eletrônico, mas a opções de nos manter em contato um com o outro, pois todos os nossos carinhos ficam diluidos em e-mails, mensagens no orkut e etc...

Mas se sente saudade de alguém especial, vai atrás dele menina.

Fique com Deus, menina Annie Manuela.
Um abraço.